fbpx

Foi a primeira grande desilusão da minha vida…

Chorei de tristeza…

Lembro-me perfeitamente desse momento…

Aquele momento em que eu tinha 5 anos e era ainda uma criança com uma vida normal e feliz.

Eramos uma família humilde, mas eu era uma criança profundamente alegre que acreditava na magia da vida.

Recordo-me que era apaixonada por flores e facilmente ficava deslumbrada pelo perfume e cores que eras irradiam (ainda hoje isso me acontece).

Lembro-me com clareza a noite onde não sei como, passávamos todos a véspera de Natal da minúscula casa da minha avó.

Era mesmo uma casa pequenina, localizada numa ilha da cidade do Porto.

A cozinha estava fechada com a cortina que a dividia e do nada ouviu-se um barulho. Eu gritei: “É o Pai Natal!!!”

Espreitei pela cortina e pensei ter visto um vislumbre do seu fato vermelho…

No dia em que a minha professora da primária nos contou que o Pai Natal não existe, chorei de desilusão e descobri que afinal, a certeza que eu tinha de ter visto o Pai Natal na cozinha da minha avó, afinal tinha sido uma ilusão…

Fiquei tão triste…

Os anos passaram mas a minha paixão pela magia do Natal permaneceu.

Sabes o que mais me apaixona?

São as luzes nas ruas…

Simplesmente adora.

Ainda ontem à noite, depois de dar a aula a uma das minhas turmas, fui desempenhar a minha atividade de “uber” dos meus filhos… Fui buscar o meu filho Tiago que tinha ido fazer o amigo secreto com os seus amigos…

Quando o apanhei ele questionou-me para onde estava a ir pois não estava a seguir o caminho de casa…

Ora advinha lá o que fui fazer?

Mais uma vez fui passar pelas ruas da Maia e o centro para ver a iluminação…

E eu não vejo só a iluminação….

Eu pareço uma criança deslumbrada pelas luzes e que vai repetindo baixinho mas que quem está perto escuta:

“Oh que lindo”,  e digo-o com aquele brilho no olhar como uma criança deslumbrada pela beleza mágica de algo…

Eu sou assim no Natal. O meu filho agora com os seus 18 aninhos começa a rir-se e a dizer coisas como “tu és demais mamã, pareces uma criança que vê as luzes pela primeira vez…”

Ele diz-me isto com carinho e amor nas palavras com o sorriso brilhante espelhado nos seus lindos olhos azuis…

Esta sou eu.

O meu lado mais infantil que eu adoro.

Que se deslumbra com a beleza e abraça sem medos a contemplação da beleza.

Se me perguntam o que mais gosto no Natal, eu respondo isto, a iluminação nas ruas.

Quando há seis anos eu organizei uma missão empresarial ao Cazaquistão, uma das coisas que mais me fascinou em Astana foi as ruas estarem iluminadas todo o ano. Adorei…

Sim… eu já fiz isso… mas isto aconteceu na minha vida passada, antes de eu começar a transformar a minha vida e criar a vida feliz e abundante que hoje vivo.

E tu? O que mais gostas no Natal?           

Ontem falei de Gratidão em espirito natalício. Se não tiveste oportunidade de assistir à Live, deixo aqui o link com a gravação.

Tem um dia maravilhoso e fico a aguardar a tua resposta.

Um beijinho muito grande

Márcia Melo

A tua mentora.

Psicologia, Coaching, Física Quântica e Lei da Atração

PS – O que é que já decidiste para 2023?

.

.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *