fbpx

Quando tudo parece estar a desmoronar… uma decisão pode mudar uma vida.

Comecei a trabalhar a full-time com 18 anos. Estudava contabilidade à noite na faculdade e trabalhava durante o dia. Rapidamente percebi que havia uma relação direta entre o trabalho e o reconhecimento, quanto mais e melhor trabalhava, mas reconhecimento tinha.

Eu tinha tido uma infância e adolescência não muito felizes e encontrei no trabalho a compensação para a baixa autoestima que sentida, e carência de atenção… Rapidamente fiquei viciada no trabalho.

Em 2009 tinha dois filhos pequenos com 5 e 2 anos de idade. Momento que necessitam da atenção da mãe. Eu amava os meus filhos acima de qualquer coisa, mas era workaholic. Mesmo durante os fins-de-semana trabalhava. Estava sempre agarrada ao computador.

Com 21 anos eu já geria equipas comerciais. Uma diretora comercial tem sempre trabalho a desenvolver… Eu estava sempre a trabalhar.

Certa semana os meus filhos andavam muito agitados. Provavelmente para chamar a minha atenção. Nessa semana vários pequenos acidentes foram acontecendo com eles. O último aconteceu num sábado. Podia ter sido fatal.

Nessa tarde, enquanto o meu marido estava com o meu filho no médico, para levar pontos, eu chorei durante horas seguidas dentro do carro em frente ao hospital. Senti-me devastada pela culpa que sentia. Devido ao vício que sentia pelo trabalho, não dava a devida atenção às pessoas que mais amava no mundo, os meus filhos e o meu marido.

O meu ritmo de vida estava a causar consequências no comportamento dos meus filhos. Eles mereciam mais atenção…

O reconhecimento no trabalho era importante para mim mas os meus filhos eram a prioridade. Nesse dia o reconhecimento passou a ter outro significado. Deixou de ter importância na minha vida.

Senti que estava a ser má mãe e eu queria que os meus filhos crescessem a sentir o quanto eu os amava.

Nesse dia tomei uma decisão. Ia mudar. Decidi deixar de ser workaholic.

Informei o meu marido, as minhas equipas, a administração da empresa onde trabalhava e os meus amigos. Ninguém acreditava que seria possível eu mudar.

Quando ninguém acreditou que eu conseguiria ser diferente, eu mudei. Foi nessa altura que eu encontrei a Psicologia. Apaixonei-me. Foi amor à primeira vista. Era como se parte de mim se tivesse encontrado pela primeira vez.

Comecei a devorar livros atrás de livros e acabei por ir tirar uma licenciatura em psicologia. Tudo mudou.

Deixei de ser workaholic. Tive o meu terceiro filho, uma menina.

Depois da licenciatura em psicologia, deixei de me sentir realizada com o que fazia. Gostava da atividade mas já não me completava.

Nessa altura Portugal atravessava uma crise económica e a empresa onde trabalhava como diretora comercial começou a atrasar os pagamentos.

Depois de já ter muito dinheiro por receber. E de viver meses seguidos de muita tensão, em 2014 decidi sair dessa empresa onde tinha dedicado muitos ambos da minha vida.

Sem saber bem o que ia fazer devido ao 3 anos muito desafiantes que tinha vivido na antiga organização, acabei por criar uma empresa de consultoria.

Tudo correu mal. Eu tinha sempre muito trabalho, mas vivia ficada no lado negativo das coisas. Desde os meus 20 anos que não ganhava tão pouco dinheiro.

Passava o tempo focada nas contas a pagar, e era infeliz. Sentia-me cada vez mais sem chão, triste e sem rumo. Acordava sem energia e muitas eram a vezes que só me apetecia chorar.

Aprender psicologia, ter uma licenciatura na área, estudar física quântica não foram suficientes. Andei à deriva durante alguns anos…

Até que em outubro de 2018 recebi o convite para uma viagem. Ir a Itália assistir a uma convenção de uma multinacional. Essa viagem mudou a minha vida. Esta foto foi tirada no avião, quando estava a ir para Roma.

No dia 15 de outubro de 2018 assisti a palestras de oradores milionários e fiquei em choque. Eles tinham como objetivo inspirar as mais das oito mil pessoas da plateia a seguirem os seus exemplos. Eles tinham passado do nada a milionários… Nesse dia eu nem queria acreditar no que ouvia. Tudo o que diziam eu já tinha lido, estudado ou aprendido.

Nessa noite no hotel disse a uma amiga que tinha feito a viagem comigo: “Como é possível? Há anos que estudo psicologia e física quântica e nunca coloquei nada em prática!”

Nessa noite tomei uma decisão. Prometi a mim mesmo que nunca mais na minha vida me voltaria a sentir como me sentia nos últimos anos. Mais importante ainda, decidi que ia ser feliz e abundante.

Desde essa data muitas coisas mudaram na minha vida. Eu mudei.

Quando regressei de viagem comecei uma nova viagem, a viagem da transformação da minha vida. Comecei por criar o meu plano de vida… E tudo mudou…

Mudei a forma de pensar. Acabei com crenças limitadoras. Mudei a forma de falar. Resolvi os diferentes medos que me boicotavam. Deixei de me autossabotar. Mudei até a forma de sonhar.

Apliquei na minha vida o que de melhor tinha aprendido com a licenciatura em psicologia e os anos de estudo em física quântica e lei da atração. Assumi as rédeas da viagem mais importante, as rédeas da minha vida.

Passei a sorrir mais. A encher o meu coração e a minha mente com emoções boas. Resgatei a minha esperança. Passei a acreditar no meu futuro. Resgatei a minha fé no universo. Inundei o meu coração de amor e desbloqueei as minhas crenças em relação ao dinheiro. Passei a pensar, falar e sentir sempre focada na abundância. Passei a ser feliz.

Depois de resgatar o comando da minha vida, resgatando o poder interior que todos temos, encontrei o meu propósito, a minha missão de vida.

Hoje aplico os meus conhecimentos de psicologia e física quântica. Através de consultas individuais e dos meus programas online, ajudo pessoas a fazerem o mesmo que eu fiz. Fundei os programas online de desenvolvimento pessoal: “CRIA o teu plano de vida” e o “VIVE a tua vida de sonho”.

Hoje sou feliz e abundante.

Hoje desfruto da minha família como nunca antes tinha feito. Agora tenho o privilégio de almoçar diariamente com os meus três filhos e com o meu marido. Antes por vezes nem jantar conseguia.

Hoje sinto-me feliz e realizada. Encontrei o meu propósito de vida e nunca fui tão feliz.

Depois de mais de duas décadas a gerir equipas de vendas e a dar formação nessa área, hoje aplico diariamente os meus conhecimentos da licenciatura em psicologia e dos anos de estudo em física quântica. Ajudando pessoas a serem felizes e abundantes.

Hoje inspiro alunas a criarem a melhor versão de si mesmas.

Hoje ajudo as minhas alunas a resgatarem o seu poder interior.

Hoje ajudo as minhas alunas a assumirem o controlo das suas vidas.

Hoje oriento as minhas alunas a encontrarem o seu propósito e a viverem a sua missão de vida.

Hoje faço o que amo. Faço o que nasci para vir fazer. Ajudar pessoas a criarem uma vida repleta de felicidade e abundância é a minha missão de vida.

Eu era uma pessoa sem rumo. Pensava que o meu valor estava associado ao quanto fazia, ao trabalho. Era infeliz e só a minha família me alegrava. Vivia focada na escassez e era daquelas pessoas que dizia que não queria ter muito dinheiro pois não dava felicidade…

Hoje sou feliz, abundante, sou amada e amo de coração cheio, sou livre, giro o meu tempo, desfruto da minha família e faço o que amo.

Hoje eu ajudo pessoas se encontram como eu me sentia, a criarem a vida repleta de felicidade e abundância. A encontrarem o seu caminho e a viveram a sua missão de vida.

Uma viagem mudou a minha vida. Percebi nessa viagem que ter conhecimento não chega, é fundamental mudar a nossa vida com ele.

Hoje comando a minha vida. Crio o meu destino e vivo a vida que desejo. Hoje ajudar pessoas a transformarem a sua vida tal como eu transformei a minha. Ajudar pessoas a serem felizes e abundantes é a minha missão de vida.

Tudo começou numa decisão. Escolhe ser feliz e abundante e entra em ação para viveres a vida que desejas.

Se precisares de ajuda e orientação, entra em contacto comigo ou participa num dos meus programas.

Se a minha a partilha da minha história de vida te inspira de alguma forma a ser mais feliz e abundante, deixa um comentário neste artigo.

Sê feliz!

A tua mentora

2 thoughts on “Quando tudo parece estar a desmoronar… uma decisão pode mudar uma vida.”

  1. Boa Tarde foi uma grande guerreira mais talvez eu não seja pk já não sei o que fasso da minha vida sinto uma tristeza enorme temho os meus filhos que são a minha alegria mais sinto-me tão infeliz com o meu casamento e a minha vida que queria tanto ser feliz.

    1. Minha querida, todos temos dentro de nós as capacidades e ferramentas que nos permitem ser tudo o que desejarmos. Todas podemos ser mais do que guerreiras, podemos ser vencedoras, conquistadoras… E tu também consegues ser. O que acontece é que desde que nascemos ninguém nos ensina a despertar esse poder interno que temos… Querida Maria José, tu também consegues… Se precisares de ajuda, estou aqui. Tem um dia feliz e um beijinho muito grande.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *